Gestantes

A atividade física durante a gravidez é uma área onde ainda precisa-se de mais pesquisas cientificas para dar um maior suporte às recomendações que podem ser feitas durante este período da vida da mulher.  

Mas, de forma geral sabemos que os resultados da prática de exercícios físicos durante a gravidez são muito positivos.

O estar grávida não é motivo para iniciar a prática de um exercício físico, mas se a gestante era sedentária, mas ficou motivada a inciar alguma atividade física, ela deve procurar atividades confortáveis, leves, que promovam o prazer e que não tentem treinar como uma “atleta” (seguindo orientações médica e obstétrica).

No caso da atleta ou mulher mais ativa que engravidaram, as precauções e a supervisão médica e obstétrica devem ser reforçadas; podendo ela continuar com seu programa de treinamento físico, com ajustes progressivos na intensidade, freqüência e duração dessas atividades.

De forma geral o exercício físico, prescrito adequadamente, não modifica a duração da gestação, o tipo de parto, o peso de feto ao nascimento, os índices de APGAR, nem as complicações maternas e fetais, contribuindo então para manter tanto a saúde materna quanto a do bebê. Mas a prática de exercício físico pode ser contra-indicada em alguns casos específicos como, em mulheres com doenças cardíacas, trabalho de parto prematuro, gravidez múltipla, feto com crescimento inadequado, entre outras. Portanto a prática de exercícios irá depender da liberação ou não do seu médico.

Além do exercício físico, é importante que nessa fase a mulher se atente também à alimentação, para evitar ganho excessivo de peso. Uma alimentação adequada é muito importante durante essa fase, para o bem da gestante e do bebê.

As recomendações nutricionais devem ser adaptadas seguindo as necessidades específicas e variações individuais, como ganho de peso, tamanho do feto, pré-natal de alto risco, entre outros (seguindo as orientações de um nutricionista).

 

Referências Bibliográficas

- Borg-Stein J, Dugan SA, Gruber J: Musculoskeletal aspects of pregnancy. Am J Phys Med Rehabil 84: 180-92, 2005.

- Bennell K: The female athlete. In: Brukner P, Khan K: Clinical sports medicine, 2.a ed, Austrália, McGraw-Hill, 2001. p. 674-99.

- Garshasbi A, Faghih Zadeh S: The effect of exercise on the intensity of low back pain in pregnant women. Int J Gynaecol Obstet 88: 271-5, 2005.

- Haas JS, Jackson RA, Fuentes-Afflick E, et al: Changes in the health status of women during and after pregnancy. Gen Intern Med 20: 45-51, 2005.

- Lima R., Fernanda; Oliveria, Natália: Gravidez e Exercício. Rev Bras Reumatol, v. 45, n. 3, p. 188-90, mai./jun., 2005.